01 novembro 2011

Algumas considerações...

Trouxinha porta bijoux
Sobre a organização do Atelier Caseiro, ficamos lisongeados com os comentários que versam sobre esse tema, mas nosso dia a dia não tange a perfeição. 
Sempre estamos as voltas com o que denominamos 'muvuca criativa', que nada mais é do que um jeitinho fofo de nomear a bagunça entre tecidos e linhas.
Na verdade o que fazemos é ter cuidado com as peças em produção. Executar uma peça é diferente de fazê-la 100 vezes.
Quando o numero é alto mais vale fazê-las em etapas de corte/montagem e depois acabamentos. Acredite, ganha-se tempo com isso, são menos trocas de linha, menos liga/desliga do ferro de passar roupas, menos senta, levanta e conversa. Há um foco e a dispersão é menor. Sem falar que ao final é gostoso ver tudo pronto! A gratificação da tarefa cumprida.

Tecidos, usamos sempre 100% algodão.
Muitos deles são de origem americana, mas não fazemos descaso com as marcas nacionais, que têm melhorado sua textura e ampliado a gama de estampas. Todos são bem vindos.
Cuidamos sim, o custo/benefício da estampa/valor do metro.
E, todos os tecidinhos são lavados antes de estarem disponiveis para corte. É um cuidado para que não manchem nem encolham no futuro.

Aviamentos da indústria nacional ou importados, geralmente são comprados em pacotes ou peças, isso reduz nossos custos e permite um preço justo e atrativo na mercadoria.
Por exemplo: 1m de viés 100% algodão custa no armarinho R$ 0,75.
O rolo de 20m deste mesmo viés custa R$ 3,75. Sendo assim o custo do metro cai para R$ 0,18. São quase 0,50 centavos a menos. Em 100 unidades de estojo rolinho significa 18 reais em viés, ao invés de R$ 75,00.
Os numeros realmente impressionam.

Pesquise! Pesquise muito, muito mesmo!
Pesquise na sua cidade, na cidade vizinha, com a amiga de outro estado, nos sites, na 25 Março/SP.
A diferença, as vezes (quase sempre) é bem significativa.
Peça desconto para pagamentos a vista, pechinche.
Diga o valor da outra loja e peça igualdade de preços.
Peça desconto, principalmente se você tem a carteira do artesão. 
Se você administra bem o cartão de crédito, as vezes vale pagar a materia prima com ele, ter tempo para vender o produto final e cobrir os custos iniciais.
Compre em parceiria com a amiga no atacado e depois divida a mercadoria, principalmente se você usa pouco de determinado material.

Porque escrever sobre isso? Porque as pessoas mandam e-mails perguntando, pedindo alguma dica, querendo saber sobre algum detalhe e, se de alguma forma o nosso funcionamento ajuda outras pessoas, inspira ou motiva, isso nos dá a certeza de que vale a pena dividir  a resposta com os demais seguidores do blog.

Bom inicio de mês, chegamos no ultimo bimestre do ano! =)

6 comentários:

deise CRAFTS... disse...

Ahhhh essas trouxinhas são lindas!
Ótimas dicas!!! Obrigada!
Beijos!!!

Cibele Studart disse...

Amiga, tu és uma professora de primeira!!!! Por isso q aguardo tão ansiosamente pelas aulas práticas... hehehehehe =P

Amora Doce disse...

Oi Ana!

As dicas são valiosas, preciosas!Aliás, tudo que possamos compartilhar nesse mundão artesanal é válido né?

Beijokas,
Tânia Schoenfelder

♥ Nia disse...

acreditas que nao sei pechinchar? hahaha sério, não levo o menor jeitinho na coisa :p lol
Obrigada pelas dicas ;)

Simone Arrais disse...

Você, além de generosa, é inspiradora! Já disse que adoro suas fotos, né?? Bjs, bjs!

Rita disse...

Boas dicas q podem dar mto jeito!
Adorei o saquinho;)
Beijinhos