31 julho 2012

Tinha tudo para dar errado... E deu certo!

Sabem quando entra uma encomenda de várias peças em meio a um cronograma semanal que já está apertadinho? Pois é, a gente acelera etapas e depois acaba numa 'sinuca de bico'. 
Encomenda de babeiros para bebê, alguns tecidos foram escolhidos pela cliente e as combinações ficaram por nossa conta. Confirmadas as combinações, voilá, hora de cortar e montar as peças certo?
Qual o erro no babeiro acima? Um prêmio para quem acertar!
Desculpem se vocês voltaram a olhar novamente para a foto. Não há erro na peça. Entretanto, depois de confirmarmos os tecidos, percebemos que não havia quantidade suficiente deste rosa com bolinhas. Tínhamos só uma tira estreita que não servia na altura e faltava na largura. Problema instalado!
Solução 1: Adquirir mais da estampa =  despesa extra por conta de um vacilo na confirmação. 
Solução 2: Usar a cabeça e pensar soluções. 
No máximo, voltaríamos para a primeira solução, fácil e segura se considerarmos que o fornecedor tenha da estampa em estoque. Mas gostamos da solução 2, a que desafia a lógica, a que faz pensar e a que traz satisfação e gostinho de vitória. O preço de tentar não é tão alto quanto o preço de ficar numa zona de conforto medíocre, certo? Sim, certíssimo!
Diante disso, emendamos duas tiras de tecido. Ok. Agora tínhamos a medida suficiente, mas como esconder a emenda? Babadinho, botões, renda, pensamos tudo, até que chegamos na fita de gorgurão!
Já havíamos feito peças com elas. Entre as disponíveis aqui, escolhemos esta e achamos a combinação perfeita. O rosa bebê com rosa tutti-frutti quebrou a seriedade do rosa antigo e criou a harmonia necessária, não?
Essa dica é para mostrar que nem tudo é perfeito, nem sempre as coisas saem conforme planejadas mas, só para morte não há solução.
> Esta dica não é uma regra, melhor mesmo é sempre checar a metragem necessária de tecido. E, ela só deve ser aplicada em peças pequenas cujo padrão de estampa permita esse truque.

DICA EXTRA: A fita foi comprada em SP. No rolo 20m dela, e a certeza de que para o nosso uso 20m é um bocado de fita com estampa igual, por mais linda que seja. Adquirimos o rolo rosa e Gislene Ellery que estava conosco adquiriu o rolo em azul. No hotel, dividimos, ficando cada uma com 10m de fita rosa e 10m de fita azul, totalizando os 20m iniciais pagos na loja, mas com duas cores! Vantagem de fazer compras entre amigas ;)

A propósito, bye-bye mês de julho!

9 comentários:

♥ Nia disse...

Adorei o decor da fitinha, deu outra graça a babete que poderia ter ficado lisa, apenas com o tecido :) Muito mais bonita assim!! :D

Feito a mão baby disse...

E ficou ótimo!!!

dica principal: esperneie mas saia da zona de tolerância medíocre... é possível!!!!
rsrsrsrrsr

post perfeito Aninha!!
adoro teus textos!!

bjooooooooooooo

Marcele Leite disse...

Muito bem resolvido! Ficou lindo!!! Nada como talento, bom senso e bom gosto juntos! Parabéns!! =)

Renata Segtowick disse...

Adoro essas soluções criativas, tanto do babeiro quanto do compartilhamento de material entre amigas! Beijo amiga!

Paty disse...

Amiga!
Sinceramente, ficou bem melhor do que se fosse o tecido inteiro, sem o detalhe!
Gosti muito!

bjo

CoccinellaDots disse...

Eu gostei bastante do resultado final! =) Uma boa solução criativa!

Isabella Morais disse...

Você é demais Aninha! Ficou ótimo!

simone arrais disse...

Menina, se vc não contasse a história, eu teria adorado o modelo do mesmo jeito! Achei bastante fashion e acho que vc poderá usar esse mesmo detalhe outras vezes: é lindo!!!! Bjs!

Renata Segtowick disse...

Acreditas que só agora eu vi a foto do caderninho? kkkkk amiga, sou uma leza mesmo... Beijo pra tu, tatu!