01 novembro 2012

Toque de Midas

Vocês já devem ter ouvido falar da expressão 'Toque de Midas', aquela da mitologia onde o rei transforma tudo o que toca em ouro. Bem gostaríamos de ter todo este poder e verdade seja dita, gostamos muito do metal dourado, mas apesar de não termos tal capacidade, ontem, vivemos esta sensação!
Dentro da mala, vinda de Recife-PE, trouxemos duas serigrafias, arte simples, impressa num algodão de qualidade duvidosa, com trama de fios bem aberta vendidas em quase todas as lojinhas de artesanato local.
Dois pequenos quadradinhos de tecido estampando as tradições nordestinas de Lampião & Maria Bonita e o Carro de Boi. Custo das duas 5,00 reais. Oficialmente custavam 3,00 cada unidade, mas para facilitar o troco, o valor foi reduzido e assim, cada uma custou 2,50 reais, equivalente a pouco mais de 1 dólar.
Desde o momento que foram escolhidas,  a intenção era transformá-las em quadrinhos simples e que ganhariam espaço numa das paredes por aqui.
Então, hora de escolher a moldura. Quem acompanha o blog, sabe que ousamos neste quesito, já achamos moldura que imita zíper, moldura vermelha, amarelo vibrante, inclusive já passamos pela clássica moldura branca. O tom de tecido bege não era bem bege, nem caramelo, menos ainda marfim ou branco, um tom 'sujo' o descreveria com perfeição. A impressão preta.
Qual moldura? Toda preta, sem erro nem ousadia? Não! 
Depois de uns bons minutos de olha daqui, testa dali, separa uma, descarta outra... Optamos  por uma  que imita madeira, com veios escuros. 
Confissão: Não sabíamos se iria prestar tal escolha. 
E agora, pastpatour bege ou preto? Com ele ou sem? Ai que difícil! Optamos pelo preto, mesmo temendo que a imagem ficasse 'carregada' demais.  
Ok. Pastpatour preto, moldura escolhida e ne-nhu-ma certeza do resultado. Ontem buscamos os quadros e o resultado causou surpresa.  

 Reparem na foto abaixo a trama aberta do tecido

A moldura em detalhes... Tons de madeira com veios escuros.
O toque que fez toda diferença e deu harmonia ao quadro foi a borda interna do pastpatour e da moldura em tom bege. E a certeza de que a simples serigrafia virou ouro!
A segunda serigrafia tem falha de impressão na árvore e na palavra Recife... E daí, isso só demonstra o trabalho artesanal e confere ainda mais valor ao nosso quadrinho.

 Orgulho das culturas deste país chamado Brasil!
E assim, aqueles simples paninhos serigrafados, que custaram 1 dólar e poucos cents, se transformaram em arte, numa perfeita harmonia de pastpatour + moldura. Simplesmente a-do-ra-mos o resultado, o mais perfeito Toque de Midas e a arte Pernambucana agora, adorna uma parede aqui da casinha eternizando os lindos momentos da viagem recém feita. 
Custo total (serigrafias + serviço de molduras) = 59,00 reais.
E, estes quadrinhos são nossos, não vendemos, não emprestamos e não doamos.  ;)


5 comentários:

♥ Nia disse...

Pois eu sou completamente apologista de que o Atelier Caseiro tem o Toque de Midas!! :D

Cibele Studart disse...

Uau!!! Sem palavras! Eu realmente vi os bloquinhos "in natura", e realmente eles ganharam vida nas tuas mãos!!!!impressionanteeeeee!
=O

Juliane disse...

Ficou muito bonito, Ana! E as molduras destacaram bastante o artesanato, que mesmo tão simples, é tão rico, né?
A arte de transformar me encanta muito!
Beijos!

Marcinha disse...

Lindas! Adoroooooo
Acho que poderíamos ter nos encontrado no centro do Recife.

Gabriela Gomes Moura disse...

fiqueiii muuiito emocionada!! Meu Recife, minha casa! Que fleiz em ver e ler este post. Farei igual. Quando eu for ano que vem para a casa de mainha, vou comprar e fazer igual a ti. Quero um quadro deste em meu lar :)
Lindo! Parabéns pelo bom gosto.
Que todas as alegrias, bençãos e amor esteja no lar de vocês.
:D
Beijãooo