20 dezembro 2014

Trabalho, Fadinha e a magia da amizade!

Muitos queridos já estão bem acostumados com o jeitinho Atelier Caseiro de ser. Sabem que dezembro é corrido,  que a produção é grande e as postagens diminuem. Sabem que tentamos ao máximo atender todo mundo e não está sendo diferente neste ano. Isso nos move!
A maior diferença neste mês, com relação aos anos anteriores, foi a mudança no Facebook. Atelier Caseiro mudou para Fanpage e eu Ana Paula, assumi o Perfil. Regras da rede social, manda quem pode, obedece quem precisa. ;)
Para quem não tinha atrelado meu rosto/nome ao Atelier Caseiro, e ficou surpreso, a chance para saber mais é ler um pouco deste blog. Tem muito papo, tem muito chão percorrido.  Para quem quer se situar na nossa história, de um jeitinho resumido, pode ler esta entrevista e saber como foi a construção desta casinha. Para os que desejam ver, ou rever boa parte dos nossos trabalhos, as nossas fotos podem ser acessadas no Flickr ou, as mais recentes no @ateliercaseiro do Instagram.
 
Dados os recados, vocês sabem que de mãos dadas vamos mais longe e hoje é dia de AGRADECER. Primeiro o Papai do Céu que coloca muita gente boa no meu caminho. E entre estas pessoas, uma fadinha! Fadinha são as amigas que perto ou longe ajudam com a maior boa vontade. Que fazem mágica, que semeiam sorrisos, que fazem o mundo mais lindo. A Stella Hoff foi a fadinha desta vez e num passe de mágica encheu uma caixa de tecidos em SP e mandou para cá.
Fácil encher uma caixa de tecidos né?
Mais ou menos, dependendo de como se enxerga todo o contexto. Quando vou a SP, fácil encho as malas, mas eu NUNCA vou a SP no mês de dezembro, uma que o volume de trabalho não permite, outra que  a rua 25 de Março nessa época lotada que antecede o Natal é para quem tem muita disposição. Eu tenho preguiça e uso outras datas do calendário. De preferência, São Paulo em dia de chuva e frio. :D Acostumada com o clima gaúcho tiro de letra o frio e o movimento é menor do que o da rua Voluntários da Pátria em dia de Gre-Nal em Porto Alegre/RS.
Contando isso, chegamos no mundo encantado. Aqui começa a mágica de Pirlimpimpim. Conheço a Stella há bastante tempo nas redes sociais, principalmente entre os contatos de artesanato, uma mocinha sem frescura, com sorriso fácil e sem papas na língua. Sempre que ela vai ao Brás ou 25 de Março, redutos que deixam qualquer artesã insana e com a carteira lisa igual sabão, ela pergunta se precisamos de algo. Stella tem um bebê 'Fofolindo' de apenas 1 aninho. Não mora em SP Capital e foi na 25 de Março, no mês de dezembro, no torra torra de um dos maiores representantes têxteis para comprar tecido para o Atelier Caseiro. Simples assim. Fácil assim.
Fácil nada gente! 
Coloque nos braços mais de 50 metros de tecido pra ver. É pesado, acredite, BEM pesado, até as marombeiras reconhecem. Some ao peso das sacolas, o calor de verão. A multidão. O trânsito. O HoHoHo do Papai Noel... Metrô lotado, ônibus lotado, estacionamento lotado, até elevador lotado!
Detalhe que merece caneta marca texto,  ela fez isso num dia para ela e
no dia seguinte voltou e fez TUDO de novo por esta casinha. Aí fiquei pensando... Será que eu faria o mesmo? Sinceramente não sei. Sou avessa ao verão, as multidões e sei o quanto é pesado carregar tecidos. Perceber isso, faz com que eu a admire mais, com que eu me encante ainda mais com toda esta disponibilidade. Gente boa, de coração bom!
Porque além de comprar, carregar, ainda tem que embalar e despachar para cá. Não, não foi fácil esta tarefa, reconheço e faço questão de agradecê-la mais uma vez, agora publicamente.
Tudo isso, confirma o tanto de gente boa que me cerca. Isso prova que os melhores amigos são os meus. A Flávia Castanheira da Pata Madrinha já fez isto várias vezes por mim, por esta casinha. A Patricia do Pateliê também. A Rafaela Mendella,  já foi atrás de canetas para o porta passaporte, até atrás das Havaianas do filme Fronzen para sobrinha Fofoléti ela foi atrás. A Cibele, que sempre acha mimos em Recife, já trouxe até um Steamer da Gringolândia de presente para o atelier. A Nia, que nos ajuda d'além mar... A Andrea que para ajudar mobilizou a Tânia que conseguiu o soft branco em Novo Hamburgo para uma colcha de bebê. A Carine, que virou Caxias do Sul atrás do mesmo soft.
Citar nomes aqui é injusto, são tantas as situações em que damos as mãos!
De bem pertinho,  tem a Loja Criativa, que nos dá espaço para fazer bazar e dar aulas, que traz os rolos inteiros de manta para gente, que nos deixa até anotar fiado e entrega os produtos do Atelier Caseiro quando a cliente não consegue pegar direto comigo.
Desse Brasilzão tem a Lulu que nos ajuda no RJ, a Camila  Pontes que está lá no Ceará e nos deu a caneca mais linda com tema de costura. A Isabella e a Renata, duas lindas de Belém que tem coração do tamanho de Nsa. Sra. de Nazaré e com quem eu sempre posso contar. A Hellen que já nos chamou para Varanda em BH, e a Renata Barillari que já nos convidou para casinha dela nas Minas Gerais.
Tem a Geórgia que sempre nos ofertou o Xica Café e nos abriu novas portas na Capital. A Ana Cruz, que socorre com a arte gráfica quando não damos conta do recado. A Pati, da Temperos da Vida, que abraçou e fez conosco as guriazinhas tipo naninha para os pequeninos. A Ana Raquel, que sempre insiste e sugere locais para repetirmos mais vezes os bazares em Porto Alegre.
O Studio Costa Marques que nos levou para o Lounge Gourmet Brastemp, da Casa Cor - SP. É tanta gente, são tantos os Queridos que poderia ficar aqui listando um 'tantão' de nomes e ainda assim, o risco de esquecer alguém, é grande. Bem grande.
Que dizer disso? Regue suas amizades.
Obrigada Stella, obrigada todos vocês. Vocês me fazem melhor como pessoa.
Vocês contribuem muito para que o Atelier Caseiro faça mais e melhor para todos!
Muito obrigada! 
#mimadasim

5 comentários:

Stella Hoff disse...

#mimadasim porque merece, porque nós vemos seu trabalho, sua rotina, vc merece.
Sou uma fada ogra, rs, amei contribuir e fazer vc aproveitar uma suuuuper e histórica promoção, me senti honrada e confesso com muito medo de escolher tecidos por você, mas agradeço a confiança. Faria tudo de novo, aliás, se tiver isso de novo ano que vem, conte comigo!
Sempre que precisar de algo daqui, só gritar.
Desejo que seu 2015 seja repleto de amor, conquistas, paz, encomendas e alegria.
Agora, bora la, transformar esses trocentos kilos de tecidos em coisas lindas que amamos ver!
Beijos de sua fã de longa data,
Stella.

Renata Segtowick disse...

Mana, você é que é nossa fada madrinha!
O que precisar de mim sabes que podes contar, minha amiga-irmã.
Que 2015 traga muito mais amor, saúde, paz, amigos e muitos artesanatos maravilhosos!

Patricia Barbosa disse...

Bom viver cercada de gente boa, né? Que seu 2015 seja repleto de coisas boas e ótimas companhias. Adoro o seu trabalho. Beijos!

Hellen Nilce Cézar disse...

Ana sua linda , vc é querida demais sempre terá anjinhos por perto pra te ajudar a espalhar suas lindezas por aí. Torço muito por você. Sabe aquele trem de nunca ter encontrado mas já ama assim mesmo ??? É o que sinto por você. Que 2015 possamos tomar um cafezinho juntas! Beijãoo amore

Nina Dias disse...

Quanto carinho Ana! Você merece todo carinho!
Passei pra desejar uma semana abençoada e um feliz natal e um ano novo de muitas realizações e sucesso! bjsss
Nina