21 maio 2013

Velho ou Novo?!

Tingir tecidos é insistir em um resultado. As coisas não acontecem por mágica ou simples alquimia. Foi preciso algumas tentativas até chegar no resultado desejado. O tecido tingido, por vezes, fica com uma cara de tecido antigo. Muito legal.
O tom claro é o tecido original e o tecido escuro é o resultado que queríamos no tingimento.
Abaixo o tom claro é o original, e de baixo para cima nos tons tingidos os resultados. 
Na primeira e na segunda tentativa, os tecidos não ficaram uniformes na cor, percebe-se pequena variação na tonalidade. O terceiro ficou sem manchas, mas queríamos um pouco mais de cor, mais escuro. O quarto (parte superior da foto) ficou no tom que buscávamos, um tom bege queimado/rosado com tonalidade totalmente uniforme.
Sorte? Não, trabalho. Tentativas, erros, experiências, acerto! Assim se aprende, assim se cria! :)
Vasculhando os baús também se descobre arte. O que vocês dizem deste elástico conhecido por Lastex, muito antigo. É da marca Furtado. 

4 comentários:

Isabella Morais disse...

Ana, eu amei todas as tonalidades! Vou fazer com certeza asim que os tecidos que tenho aqui acabarem :D

Esse elástico é legal! Ainda não sei usar direito, dizem que tem que colocar na bobina.

Cibele Studart disse...

O mais importante disso tudo é a curiosidade e criatividade na busca do resultado desejado. A-do-ro!!

Vanessa Maurer disse...

Eu tenho uma amiga em SP que tinge lã... ela não chama de partida e sim de panelada! rs...
Beijocas

♥ Nia disse...

Que tons tão giros! Isso é excelente para os linhos, para aquelas peças em que procuramos um determinado tom a gosto.. muito bom mesmo!
Mais um excelente trabalho no Atelier :D