24 agosto 2014

Fofuxa. Fofoléti. Fofura. Fofinha: São as nossas guriazinhas!

O Atelier Caseiro tem novidade mas vou fazer um charme e contar uma historinha, para deixar todo mundo um pouco mais curioso ;)
Sabem aquela máxima de que toda menina já brincou de bonecas? Eu brinquei e muito. Até já contei aqui que quando criança tive uma casinha de bonecas construída pelo meu pai e pelo meu avô. 
Hoje tenho o Atelier Caseiro com logo de casinha e de bonequinha, só a sobrinha Fofoléti.
Vocês sabem que em julho, fui para SP, fui na Mega Artesanal, trabalhei, me diverti e encontrei amigos, ri um monte e também tive conversas profissionais, daquelas tipo papo sério. Claro que sério às vezes flui na empolgação do momento e depois não dá em nada e noutras com um pouco(ou bastante) empenho dá samba e dos bons. Ok, é da vida matar um leão por dia, sonhar, tentar, realizar e acreditar nisso. Eu sou teimosa. Sou insistente, sou determinada, sou chata. Mentira, não sou não!
Mas todo papo têm um lado possível, um desejo que pode ser realizado, e um ladinho que é sonho. Sonho anima, motiva, mas não enche barriga nem paga contas, então com os pés no chão, parti para o que era possível concretizar hoje. Vencendo etapas, no famoso devagar e sempre, chamei a amiga no "whatsapp" e disse:
_Lembra do papo de SP? Vamos tentar?
Em tempos de resposta instantânea: _Vamos. Agora!
Voltando na historinha do início do texto, toda menininha adora brincar de boneca e brincar junto com as amigas é muito mais divertido. Então, neste capítulo a Patricia Fernando, vira personagem desta história.
Ela é gaúcha, somos amigas do tempo em que residíamos em Porto Alegre, nos conhecemos pelo artesanato e mesmo depois de ter vindo para o interior do RS e ela mudado para selva de pedra paulistana, sempre mantivemos contato. 
Como eu, a Patricia também brincou de bonecas quando pequena, hoje tem uma filha Fofoléti e administra a Temperos da Vida, um mix de artes, da culinária passando pelo bordado, os tecidos e a ilustração digital.
Assim, em uma casinha bem temperada,  resolvemos 'brincar' juntas.  
Unimos nossas experiências e voltamos às bonecas. Imaginamos as nossas bonequinhas. Ela fez a arte e eu providenciei a impressão em metros de tecido 100% algodão. Aliás, aqui minha mãe brincou junto, foi ela a responsável pela compra da metragem de tecido no fornecedor em Porto Alegre. Nossas bonecas têm vó que  brinca junto. ♥
De conversas e mensagens, realizamos o sonho da maioria das artesãs que trabalha com tecido: ter uma estampa própria para chamar de sua.
Pouco? Muito? Depende de quem vê e da forma que lê a nossa história, para nós foi um passo importante para o Atelier Caseiro e para Temperos da Vida. É gratificante ter realizado esta tarefa mesmo que de um modo artesanal sem contar com o apoio de nenhuma empresa do ramo têxtil. É trabalho nosso do início ao fim. Com agradecimentos ao local que fez a impressão, lógico.
Nossa idéia, nosso brinquedo, nossas guriazinhas, as nossas bonequinhas! Fofuxas, Fofinhas, Fofolétis.

Foi assim, com a temperatura amena para o inverno gaúcho, precisamente as 10:35 da manhã do dia 20 de agosto de 2014 que nasceram as quadrigêmeas.




Trocamos muitas mensagens, pedimos opinião para pessoas próximas, pensamos muito, construímos a quatro mãos e cuidamos para que nossas guriazinhas também pertencessem ao imaginário infantil. A verdade é que nós brincamos desenvolvendo com seriedade este trabalho. Nós nos divertimos. 
Tem boneca loirinha, ruiva e morena.
Tem a menininha com o terço, que pode ser presente para recém nascida, para Primeira Comunhão ou Eucaristia, para quem está dodói e apenas para quem tem fé na vida! 
Fé de que tudo dá certo na hora que tem que dar.
Claro que além da diversão, vieram os testes, não é só oba-oba.

Direitos Reservados
 

Testamos a impressão, tamanho, lavamos o tecido, passamos com ferro quente e deu tudo certo. As bonecas já estão disponíveis para que vocês possam se divertir tanto quanto nós.
Acredite nos seus sonhos, crie a sua história.  Realize projetos, busque metas e não esqueça de sorrir e de ser feliz porque a vida é rápida demais para não brincarmos de boneca. :D  

5 comentários:

Juliane - Ju Arte na Praia disse...

Que máximo, Ana! Adorei, ficaram lindas. Gosto sempre de vir ler teus posts, sempre me fazem pensar.
Sucesso!
Beijos,
Ju

simone arrais disse...

Ficou o máximo, Aninha! Adorei a ideia, além de bonitas as bonequinhas servem para qualquer idade, inclusive para bebes! Bem bolado!

Elô Bueno disse...

Simplesmente amei!
E mais uma vez, também amei ver vcs duas na mega, mesmo mega rapidinho!
Sucesso!

Nina Dias disse...

Parabéns Ana, sucesso sempre! bjs
Nina

Isabella Morais disse...

Parabéns Anuxa!!!!!
Estão mega lindas!
Beijos!